quarta-feira, 26 de junho de 2013

Muay Thai: a luta das mulheres

Muay Thai: a luta das mulheres
Levante a mão a mulher que não vive em busca de uma forma milagrosa e sem sacrifícios para alcançar o corpo dos sonhos, ou pelo menos um corpinho mais em dia! Eu, como boa representante da classe, leio todas as matérias possíveis sobre novos métodos de emagrecimento, dietas de todos os tipos, alimentos que fazem milagres, exercícios que levantam a bunda em 1 semana, sucos que acabam com a celulite e tudo mais...kkkk.

Mas, quando a gente volta pra realidade, todo mundo já ta cansado de saber que nada disso funciona, e que eficaz mesmo é se dedicar à reeducação alimentar, adotar hábitos saudáveis e praticar atividade física com frequência. Isso sim, muda nosso corpo com saúde, que é o mais importante.
É claro que também existem algumas formas de acelerar esse processo todo e começar a ver os resultados logo, afinal, não tem incentivo melhor pra ficar na linha do que as calças jeans mais folgadas e o corpo mais fininho. Só com a prática da musculação demora um tempo para percebermos as mudanças, e muitas vezes demora ainda mais na balança. Depois de muitos meses de academia e pouco resultado, descobri na prática do muay thai o método mais eficiente para alcançar os meus objetivos.

O muay thai se tornou a luta “queridinha” das mulheres. A lista de celebridades que creditam os corpos impecáveis à prática, popularizou a atividade e lotou os tatames. Luvas e bandagens rosas já viraram uniformes obrigatórios! Afinal, quem não quer queimar em média 1.000 calorias por aula!





















As aulas tem duração média de 90 minutos, com aquecimentos de 15 a 20 minutos, dignos de fazer você pensar que não vai mais aguentar, e em seguida a prática de golpes que trabalham superiores e inferiores. Antes de finalizar, ainda tem uma seqüência de abdominais dos mais variados tipos para chapar a barriga. Em algumas semanas vocês já vão perceber como as aulas melhoram nosso condicionamento físico e a disposição. 

Os treinos são exaustivos e o glamour é nível 0, mas com certeza dão resultado. Para as mais magrinhas a definição dos músculos já aparece nos primeiros meses. Para a turma que precisa queimar alguns quilinhos dá pra ver o ponteiro da balança baixar rapidinho. O enrijecimento das pernas também é aparente logo no início da prática, vale experimentar!

Para praticar a luta com segurança é importante usar os equipamentos e roupas adequadas. O uso de luvas específicas e bandagens é essencial, são as mesmas utilizadas no boxe. Para, nós amadoras, dá pra dispensar os protetores bucais e caneleiras. O vestuário não difere muito do tradicional de academia, calças e bermudas de lycra e blusas de algodão são ideais. Para as meninas que gostam de usar shorts mais largos recomendo o uso de uma bermuda por baixo. Ninguém precisa pagar calcinha quando for praticar os chutes neh?!


                                   

Depois que você já estiver mais familiarizada com a luta e curtindo a prática vale a pena investir em um shorts de muay thai customizado!
                                         
Para quem se interessar, indico a academia onde estou praticando o Muay Thai:
Academia Oller
facebook.com/ollerteam

Beijos

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Agora sim, é inverno!

Agora sim, é inverno!
Chegou o inverno, que delícia! A estação do frio começou no Hemisfério Sul, na última sexta-feira, dia 21/06. Para nós, isso significa que teremos alguns meses com temperaturas mais baixas e looks mais caprichados. Apesar do sofrimento diário pra levantar da cama, essa sem dúvida é a estação onde vemos as pessoas desfilando pelas ruas mais bem vestidas. Botas, lenços, casacos, meias e gorros são peças indispensáveis para enfrentar a temporada.





Botas

Nossas companheiras inseparáveis dos dias frios estão ainda mais lindas nas coleções de inverno desse ano. Os modelos que foram hit nos últimos anos, como as botas de montaria e as “queridinhas” motorcycle boots continuam fortes para essa temporada. Ótima notícia pra quem investiu nelas no ano  passado!Culpada! rs

A novidade desse ano são as Western Boots. Esse modelo, inspirado nas famosas botas de cowboy, mais com um toque mais fino, ganhou os pés das fashionistas pela estilista Isabel Marant e, por aqui, praticamente todas as marcas nacionais já lançaram suas versões. Apesar de serem lindas, ainda não sei se vale o investimento. Os preços estão lá em cima e não consigo achar tão versáteis como outras.

Para as amantes dos slippers e sapatilhas, como eu, agora é a hora de se jogar na meia calça preta e abusar dos modelos em veludo e com cores mais sóbrias.


Casacos, Cardigans e afins

Um bom casaco de inverno pode ser a salvação para os dias de frio e também para os dias de falta de criatividade na hora de se vestir. Sou adepta daquela velha história de se vestir em camadas. Quem mora em São Paulo sabe que mesmo nos dias mais gelados é grande a chance de sair um solzão no meio do dia e o casaco da manhã ficar demais. O ideal é começar com uma base, como uma blusa de manga longa em algodão, assim você consegue se manter aquecida de verdade. Em seguida gosto de usar um tricot fechado ou até um cardigan aberto, esses vão ser os salvadores na hora que esquentar. Por cima de tudo, aquele super casaco que protege mesmo do vento gelado e dá um toque final na produção.

As lojas de departamento brasileiras são uma opção ótima pra quem quer renovar o guarda roupa de inverno, sem gastar muito. Na Renner tem uma variedade enorme de modelos, desde as jaquetinhas mais leves até os casacos mais grossos, com boa qualidade e preço justo.

Fiquem ligadas nas cores da temporada: burgundy, marinho, mostarda, verde oliva, preto e o destaque para o branco que está com tudo!


                       


























Acessórios


Os lenços, gorros e as bijuterias mais pesadas são ótimas opções para incrementar o look de frio. Em alguns casos, eles são mais que acessórios e acabam exercendo a função de nos esquentar de verdade. Por isso é bom caprichar na escolha dessas peças. Vale a pena investir em lenços com cores vibrantes e estampas, pois é uma forma de dar mais vida aos tons sóbrios, como o preto e o cinza que costumam predominar nessa época. Para inovar, gosto da ideia de aproveitar os maxi colares do verão e incorporar eles nos looks de inverno. Ficam lindos no combo: tricot+camisa+maxi colar!

Para comprar, não tem lugar melhor que a região da 25 de março, José Paulino e Brás. Nesses locais a variedade de peças é enorme e os preços são de perder a cabeça. Junte as amigas, desça do salto, tome coragem e boas compras!


Beijos

quarta-feira, 19 de junho de 2013

P&B

P&B
Se tem duas cores que nunca saem moda, elas são o preto e o branco. As duas costumam ser classificadas como básicas, mas nessa temporada ganharam destaque nos looks. A parte boa disso, é que fica fácil aderir à essa tendência.


A peça que tem chamado mais atenção nas ruas é sem dúvida a calça listrada. Já vi muitas versões em modelos flare, skinning e legging, mas confesso que acho que elas já estão perdendo um pouco a graça.  O que tem me interessado e está me dando vontade de incorporar nos meus looks são as composições que usam as duas cores, mas sem essa pegada tão forte das listras.
























Sou suspeita pra falar porque adoro as duas cores e acho que ficam lindas juntas, combinação que não tem erro! Afinal, quem não tem uma calça, saia ou shortinhos preto e umas boas blusinhas brancas pra acompanhar? Separei algumas peças  dessa tendência pra ajudar vocês na hora de montar a produção!






Minha dica pra investir nessa tendência são os sapatos e os blazers, que nunca saem de moda e salvam qualquer look sem graça! Para os pezinhos, as coleções de inverno estão repletas de opções mesclando as cores e mesmo depois que a overdose passar ainda dá pra usar por muito tempo. Eu mesma já aderi com uma sapatilha bicolor. 


Um aperitivo da coleção  Inverno/2013 da Arezzo, a mais linda de todas que eu vi por aí!


E só pra não perder a piada,  tomem cuidado pra não exagerar, o resultado pode ser meio desastroso! kkkk







Beijos





terça-feira, 18 de junho de 2013

Era uma vez...

Era uma vez...
Começar um blog é uma coisa meio estranha, pelo menos para mim. Fico me perguntando, para quem estou escrevendo? Quem quer ler o que eu penso, acho, entendo ou sei de alguma coisa? Depois de refletir bastante sobre isso, cheguei à conclusão que, pelo menos pra começar, o melhor que posso fazer é escrever para eu mesma. Pode parecer que não, mas isso faz sentido. Tenho certeza que tem um monte de meninas e mulheres que pensam como eu, então esse blog é para nós.

A ideia principal aqui é falar do que a gente gosta, roupas, sapatos (minha maior paixão, entre todas essas!), bolsas, acessórios, make-up e afins. Acho que assim a coisa toda vai tomando forma naturalmente.

Pra ficar mais fácil entender como as coisas vão funcionar por aqui é preciso entender um pouco como eu penso. Estar na moda pra mim é mais do que vestir o que está na moda, é mais um estado de espírito, sabe?! Com o infinito de informações que a Internet nos oferece é impossível não se sentir correndo atrás do rabo se tentarmos usar tudo que “está na moda” ao mesmo tempo. Pra mim funciona da seguinte forma: leio tudo que eu consigo, vejo milhares de fotos, olho umas milhares de vezes tudo que tenho no guarda-roupas e depois disso começa a parte mais legal.

Como adaptar as tendências mais interessantes, ao meu estilo, sem precisar gastar uma fortuna com uma, duas ou um montão de peças, que só vão durar uma estação?  A recente, e já esquecida, febre do fluorescente não me deixa mentir!

É isso que quero mostrar aqui no blog. Que é possível estar por dentro das tendências, sem precisar se afundar no cartão de crédito, sem precisar se cobrir de marcas, que são desejos de consumo, mas não são realidade para a maioria de nós, e o melhor de tudo usando o montão de coisas que a gente já tem e às vezes só falta um pouco de criatividade para reaproveitar.  


Beijos